Saiba mais sobre a Hipotermia

Curso Online - Caminho de Santiago de CompostelaPowered by Rock Convert

Realizar atividades outdoor sempre é agradável em todas as épocas do ano, mas temos que manter alguns cuidados. A exposição por um tempo prolongado à chuva, a imersão em água fria, à neve e ao vento, pode levar a chamada HipotermiaVeja vídeo do quadro Papo no Mato sobre o assunto.
A Hipotermia se dá quando a temperatura corporal cai e fica abaixo dos 35°C. No entanto, a temperatura normal do corpo é de 37°C.

Podemos pensar que, por estarmos no Brasil, estamos livres destes acometimentos. Inegavelmente as regiões mais ao Sul do país e áreas com grande elevação, principalmente no inverno, são mais propícias para entrarmos nesta condição. Apesar disso, um quadro de hipotermia pode acontecer com alguém em qualquer local, desde que haja condições ideais para tal.

A hipotermia apresenta três tipos e é importante saber qual está sendo a sua manifestação. Alguém próximo ou até mesmo você pode entrar em estado hipotérmico e saber como lidar faz toda a diferença.

Hipotermia Aguda

É considerada a forma mais perigosa da hipotermia. Há uma queda muito rápida e brusca da temperatura onde o corpo não consegue suprir e manter a energia interna. Este tipo é muito comum quando a pessoa está exposta à neve e a grandes tempestades.

Hipotermia Subaguda

Neste caso a temperatura corporal cai de forma gradual e em um espaço maior de tempo. Isso desgasta de forma progressiva a energia utilizada pelo organismo para manter o calor interno. Acontece quando a pessoa permanece por um tempo grande exposto em ambientes com temperaturas muito baixas.

Hipotermia Crônica

Causada em consequência de algum problema de saúde já existente, como gripes e resfriados. Este tipo de hipotermia acontece muito em épocas de inverno em local com grande aglomeração de pessoas.

Sintomas

Os sintomas da hipotermia são bem variáveis. Eles dependem muito do grau em que ela se encontra (leve, moderado e severo).

Leve: o primeiro sintoma que a pessoa apresenta são os tremores por conta do frio que ela sente com o propósito do organismo de manter os órgãos principais aquecidos. As extremidades corporais, como os pés e as mãos ficam frias e roxas tendo todo o membro um início de dormência. Além disso, surge uma fraqueza incomum e alguns podem apresentar um início de confusão mental junto com irritação e sinais de cansaço.

Moderado: os tremores se tornam fortes e incontroláveis enquanto há uma respiração e pulsação superficiais. A pessoa pode se tornar agressiva e depressiva ao mesmo tempo, além de poder apresentar perda de memória. Os tremores podem diminuir e dessa forma a sonolência se torna presente.

Severo: neste estágio, os tremores da vítima cessam pois a musculatura para de enviar resposta e com isso pode se perder os sentidos. A respiração se torna completamente superficial e a pulsação irregular e o risco de entrar em parada cardio-respiratória bem como em coma é muito grande. Deve-se levar a vítima imediatamente para um atendimento de emergência pois o risco de morte é alto.

Tratamento

O tratamento para hipotermia deve ser realizado rapidamente, independente de qual grau a vítima se encontra para não aumentar o grau de hipotermia. Ela deve ser tratada da seguinte forma:

  • Manter a vítima seca e aquecida. Se a vítima estiver com as roupas molhadas, deve-se antes de mais nada tirá-las e colocar roupas secas. Estas devem ser as mais quentes possível. Outros materiais como saco de dormir, cobertor comum e/ou cobertor de emergência da mesma forma auxiliam no aquecimento. Um outro método para elevar a temperatura é aquecer água e inserir em algum recipiente, como por exemplo garrafa pet ou cantil. Posteriormente colocar em locais onde correm grandes artérias, como na virilha. Bem como a água quente, a urina também pode ser utilizada neste processo.
  • Fonte de calor externo e bebidas quentes. Uma ótima ideia para aquecer a vítima é fazer uma fogueira próximo a ela. Outra boa forma é dar bebidas quentes como chás, leite, chocolate quente ou até mesmo água pura aquecida. Em HIPÓTESE ALGUMA dê bebidas alcoólicas pois, por mais que pareça aquecer, na verdade, faz com que a temperatura corporal caia, piorando o estado de hipotermia.
  • Fique sempre atento nas funções vitais. Ter um termômetro em um kit de primeiros socorros é de fato essencial para monitorar a vítima. Não apenas a temperatura como também os batimentos cardíacos devem ser sempre checados e, se possível na presença de um esfigmomanômetro sempre aferir a pressão.
  • Mantenha a vítima acordada. Por mais que seja difícil, nunca deixe uma pessoa com sinais de hipotermia dormir. A diminuição brusca dos sinais vitais pode levar a vítima a adormecer e, por fim, levá-la a óbito.
  • Busque sempre encaminhar para um serviço de emergência. Apesar de ter realizado todos os procedimentos anteriores, um serviço de emergência deve ser acionado assim que possível.

Prevenção para não ter Hipotermia

Vestuário adequado e seco: vestir a roupa certa em ambientes que levam a um risco de hipotermia é muito importante. Use sempre as camadas corretas (1º camada: segunda pele/ 2º camada: fleece/ 3º camada: casaco grosso com corta vento, impermeável ou anorak). Gorros, luvas, meias e sapatos próprios para o frio também são importantes para proteger as extremidades. Essas roupas devem estar, primordialmente, sempre secas. Portanto, para mantê-las assim, basta utilizar sacos estanque e até mesmo sacolas plásticas, desde que bem amarradas.

Alimentar-se bem: em ambientes frios, ingerir uma quantidade de alimento e bebidas regularmente ajuda manter o corpo aquecido tanto quanto dará energia para o organismo. Lembrando que, nunca deve ser administrado bebidas alcoólicas como citado acima.

Tenha tudo no kit de primeiros socorros: o cobertor de emergência ou manta térmica é um dos itens que não pode faltar no kit de primeiros socorros. Ele consegue trazer aquecimento em caso de hipotermia e pode ajudar a salvar a vida da vítima.

Veja oferta de cobertor de emergência: http://oferta.vc/v2/53f4b302cc

Com todas essas dicas, vimos que estar chovendo ou fazendo frio não é sinônimo de ficar em casa. Basta ficar atento a todas as informações e cuidados para poder aproveitar todos os momentos e climas nas atividades outdoor!

Um comentário em “Saiba mais sobre a Hipotermia

Queremos saber a sua opinião sobre o nosso conteúdo!