Janine Fratari – Mulheres Aventureiras e seus desafios

Entre Trilhas e Aventuras no YouTubePowered by Rock Convert

Nos últimos tempos, as mulheres tem alcançado cada vez mais espaço na sociedade, como na carreira profissional, sendo empreendedoras, tendo cargos de destaque em grandes empresas, na política, como grandes cientistas no meio acadêmico, no meio esportivo,etc. Isso por ser advindo das discussões atuais sobre emponderamento feminino, que tem tomado a mídia, consolidando, ainda mais, o poder que uma mulher tem. Maior parte dessas ações tem sido positivas para a conquista das mulheres e, na prática das atividades e esportes de aventura não é diferente.

Contudo, se comparado aos homens, somos minoria nas atividades outdoor. Quais seriam os possíveis motivos para tal fato? Falta de oportunidade, medo da exposição ao ambiente, falta de motivação e de respeito pelo fato de ser mulher? Pensando na quantidade de questionamentos a cerca do universo feminino e também em comemoração ao Mês da Mulher, tivemos a ideia de fazer uma entrevista guiada, com mulheres que são representantes em vários esportes e atividades outdoor, como hiking, trekking, montanhismo, escalada, canionismo e mountain bike.

Cada dia da semana vocês conhecerão cada mulher que, com muita garra e vontade, mostram que somos capazes de tudo!

Conheça a mulher aventureira de hoje!

Janine Fratari

Janine Fratari
Cânion Seixal, Ilha da Madeira,
Portugal 📸@ju_mdsilva

Atividade de aventura: Canionismo (entre outras atividades outdoor).

Há quanto tempo iniciou: Aproximadamente 4 anos.

Redes Sociais:
Instagram: @janfratari

Como iniciou no canionismo ?

Iniciei na atividade já fazendo um curso, embora já praticasse cachoeirismo entre outras atividades outdoor. Ainda assim as técnicas de canionismo eram novas para mim. O ponto decisivo para embarcar de vez nessa aventura, foi quando conheci uma grande mulher, amiga e parceira. Ela me apresentou uma nova vertente desse esporte que amo, um canionismo de parceria, muito respeito e amizade. De lá para cá, juntamente com outras amigas, embarquei em viagens maravilhosas a lugares inimagináveis e inesquecíveis. Dei continuidade a mais e mais cursos e, hoje somo experiências fantásticas em lugares incríveis por esse mundo afora.

Quais são os seus maiores medos durante a aventura?

Medo?!! Ainda não! Da mesma forma que todo esporte de aventura, o canionismo também apresenta seus riscos. Lesões durante a atividade, ou outra complicação clínica qualquer, encontro inesperado com algum animal peçonhento (serpentes, abelhas, escorpiões, lagartas, lacraias…) ou meteorologia (cabeças d’água, uma frente fria…), tudo isso em um ambiente que demanda certo conhecimento e habilidades para resolver tais “perrengues”. Daí a importância em investir em cursos de Primeiros Socorros e Auto Resgate com o intuito de ter mais segurança para acessar lugares antes inacessíveis.

Quais foram as principais experiências positivas e negativas na prática?

Entre as principais experiências que tive, duas marcaram mais, exatamente nos dois cânions que considero os mais incríveis que já conheci. Em primeiro lugar, uma experiência fantástica, que ocorreu no início de 2018, no cânion Espraiado, em Urubici/SC. Foi quando descobri que, embora toda uma preparação e planejamento, quem de fato dita as regras é a mãe natureza. Foram 35hrs de aprendizado dentro de um gigante… cânion noturno, bivaque (uma espécie de acampamento), chuva, frio, lonômias, exaustão física e hipotermia de uma das integrantes da equipe, choro, e muita parceria! Sem dúvida uma experiência que somou muito.

Em segundo lugar foi conhecer o Cânion Seixal, na Ilha da Madeira, em Portugal, com amigos maravilhosos que o canionismo me trouxe (Juliana, Raquel e Ruan). Esse cânion fica no meio da Floresta Laurissilva, considerada pela UNESCO, Patrimônio da Humanidade. Em suma, é um cânion imponente de beleza exuberante e peculiar, em uma ilha de formação vulcânica, onde não são encontradas as temidas serpentes. Simplesmente incrível!!

Você percebeu alguma diferença de tratamento por ser mulher?

No início sim! Sentia por parte de alguns, uma preocupação excessiva de tal forma que me deixava bem desconfortável. Hoje, entretanto, não mais!

Você se sente segura como mulher praticando a sua atividade?

Hoje, sinto-me segura para entrar em qualquer cânion, como de fato é o que tenho feito. Ao passo que vou adquirindo conhecimento e experiência, fico mais a vontade, não só para ir onde quero, como para levar um amigo comigo. Amo o que eu faço e quero partilhar!

O que você desejaria que mudasse?

Gostaria que esse esporte fosse mais acessível, principalmente a outras mulheres. Inegavelmente o canionismo ainda tem sua representação, na sua grande maioria, pelo universo masculino.

Qual foi a sua maior superação durante a prática do canionismo?

Sem dúvida, minha autonomia.

Qual a ação que todas as mulheres e também homens poderiam tomar para tornar isso diferente e termos maior igualdade?

Respeitar uns aos outros, e juntos somar experiências, não apenas pela igualdade, como pelo desenvolvimento do próprio esporte.

Qual seria a sua dica para mulheres que querem começar nas atividades de aventura?

Considere! Decida-se! Comece!!

Queremos saber a sua opinião sobre o nosso conteúdo!