Vivência com Léo Rocha

Powered by Rock Convert

A maioria das pessoas hoje, vivem em áreas urbanas onde predominam o estresse, a poluição e a falta de tempo. O contato com a natureza deveria ser priorizado por todos. Através dele vemos as coisas maiores que existem ao nosso redor, o que nos guia e que nos move. A Vivência com Léo Rocha tem o intuito de integrar as pessoas à natureza e levar a elas um maior conhecimento da cultura indígena, com consequente melhoria em sua qualidade de vida.

Léo e restos de cobra na Vivência com Léo Rocha na Serra do Cipó
Léo e restos de cobra
Léo Rocha

Nascido em Belo Horizonte/MG, Léo Rocha mudou-se ainda criança para Chapada dos Guimarães/MT. Desde muito pequeno já demonstrava grande interesse em plantas e aprendia tudo o que podia através de livros e da convivência com pessoas do campo que moravam longe de áreas urbanas e hospitais e tinham que usar os recursos naturais para medicação e cura.

Quando tinha apenas  11 anos participou de um encontro de pajés e impressionou os índios ao mostrar seu conhecimento de flora e amor pela cultura indígena, algo raro mesmo para pessoas mais velhas. Ao término do encontro, o lendário pajé Tacumã, através das palavras “Menino branco, coração índio, vai com nós” intimou o pequeno Léo Rocha a viver em sua tribo Yawalapiti no Parque Indígena do Xingu. Sua mãe, sabendo do seu amor pelo mundo indígena, o deixou ir e realizar o seu sonho, mesmo sendo tão jovem. Lá ele permaneceu durante 6 meses, retornando posteriormente ao Xingu em outras duas oportunidades ao longo de sua vida. Nesses contatos adquiriu muito conhecimento e teve ensinamentos sobre a história dos povos indígenas, da fauna e flora e das relações complexas que existem entre os seres da natureza.

Em 2011, Léo participou das seletivas e foi escolhido para ser um dos protagonistas do programa Desafio em Dose Dupla Brasil, do Discovery Channel. No programa ele tem como parceiro Coronel Leite, especialista em resgates e técnicas militares. Léo demonstra as técnicas indígenas que podem ser usadas em situações de sobrevivência. Foram feitas duas temporadas do programa, cada uma com seis episódios. Apesar de sucesso absoluto de audiência e exibição em dezenas de países, o programa foi descontinuado pelo canal.

Vivência com Léo Rocha

Desde 2014, Léo Rocha vem realizando as Vivências, que são eventos em ambientes naturais onde ele ensina técnicas de sobrevivência com abordagem indígena e a usar os recursos que a natureza oferece.

Colhendo frutos comestíveis de uma quaresmeira na Vivência com Léo Rocha
Colhendo frutos comestíveis de uma quaresmeira

Quando se trata de sobrevivência, os principais pilares são:

  • Fogo (como obtê-lo com vários tipos de materiais diferentes)
  • Abrigo (qual o tipo de abrigo ideal de acordo com o local e como fazê-lo)
  • Alimento (quais tipos de alimentos podem ser obtidos em ambientes naturais)
  • Água (qual o local mais propenso a uma água mais limpa, como filtrá-la e purificá-la).

Todas essas técnicas são aplicadas e mescladas às técnicas indígenas, de várias etnias com quem ele conviveu ao longo da sua vida.

Aprendizado nas Vivências

Não há um plano de curso previamente programado pois cada local possui suas particularidades e Léo Rocha aproveita o que o lugar tem a oferecer de acordo com seu bioma, recursos e climas diferentes. Os temas podem variar também de acordo com o assunto de maior interesse dos participantes naquele momento.

Em Minas, por exemplo, em uma das vivências que organizamos, flagramos um amontoado de penas de um abate que ocorreu há poucas horas e Léo identificou que se tratava de um gavião que havia sido abatido por um gato-do-mato-pequeno. Em outra vivência, choveu forte e ininterruptamente durante os dois dias do evento. Léo manteve o fogo da fogueira aceso durante esses dois dias debaixo de plena chuva. Portanto cada evento oferece uma oportunidade única de aprendizado.

O conhecimento que Léo tem de flora é realmente diferenciado, principalmente sobre plantas medicinais. Na vivência, a identificação e utilização desses recursos é bastante comentado. Há uma grande variedade de espécies que podem servir de alimento e remédio além de construção de abrigos e purificação de água.

A alimentação é baseada no costume indígena: tubérculos, raízes, peixes, castanhas, frutas e o que mais a terra oferecer. Aprende-se como localizar, colher e como preparar estes alimentos.

Entre estes assuntos, ainda são abordados diversos outros como: manuseio e manutenção de ferramentas de corte, deslocamento na mata, perigos e considerações ambientais.

Todos podem participar deste formato de vivência, que integra as pessoas ao ambiente. O propósito é fazer com que se sintam integradas e tenham conhecimento o bastante para estar e viver o mato.

Locais das Vivências

Até o momento, já ocorreram vivências nos estados do Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina.

Grupo reunido de frente ao Canion na 1ª Vivência com Léo Rocha na Serra do Cipó em Minas Gerais.
Grupo reunido de frente ao Canion na 1ª Vivência com Léo Rocha na Serra do Cipó em Minas Gerais.

 

Página do Facebook: https://www.facebook.com/vivenciascomleorocha/

Amostras:

 

 

Veja como foi uma Vivência com Léo Rocha na Chapada dos Guimarães no Mato Grosso!

2 comentários em “Vivência com Léo Rocha

    1. Infelizmente o Léo não está mais realizando as vivências, mas nos acompanhe que, havendo alguma novidade, divulgaremos aqui com certeza. Se preferir, você pode se inscrever no nosso site para receber em primeira mão todas as nossas atualizações.

Queremos saber a sua opinião sobre o nosso conteúdo!